Projeto Varrição Compartilhada distribuiu mil kits

Secom-PMP

Iniciado em março, o Projeto “Varrição Compartilhada” promovido pelo Daep (Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Penápolis) já distribuiu 978 kits aos munícipes participantes. Com o intuito de incentivar as pessoas a contribuir com a limpeza urbana, o projeto consiste em uma parceria entre o Daep e a comunidade.

O Daep entrega aos participantes uma vassoura, um pacote com dez sacos de lixo na cor amarela e um adesivo que é colado na casa para identificar os moradores participantes do projeto. De acordo com o chefe dos serviços de resíduos sólidos do Daep, Mauro Lúcio Salmente, até hoje foram distribuídos 978 destes kits aos munícipes.

“Os sacos amarelos só podem ser preenchidos com folhas recolhidas, sendo proibido colocar lixo doméstico ou reciclável. A cada 45 dias, fornecemos nova remessa de sacos amarelos aos inscritos e a vassoura poderá ser trocada quando trouxer a que foi usada na varrição sem condições de uso”, explicou Mauro Lúcio.

O presidente do Daep, Edson Bilche Girotto, o Batata, contou que devido ao grande número de pessoas que aderiram ao projeto, inicialmente, os inscritos foram divididos em quatro turmas para entrega dos kits. “Ainda temos uma grande procura da comunidade penapolense que abraçou mais um projeto nosso em prol ao meio ambiente”, afirmou Batata.

O projeto também foi destaque para outras cidades. “Algumas cidades da região já marcaram visita técnica para conhecer melhor o projeto e implantar em suas respectivas cidades. A grande adesão e o reconhecimento de outras cidades comprovam que estamos no caminho certo, unindo forças do poder público e sociedade para manter a limpeza urbana”, contou o presidente do Daep.

Participantes

Na avenida José Bonifácio, Vila Gardim, três moradoras vizinhas aderiram ao projeto e contribuem com a limpeza do local. A aposentada Luzia Barbosa foi uma das pioneiras na adesão ao projeto que conheceu através de um coletor de lixo.

“Eu acho bom, pois há quem não varre a frente da casa, então a gente limpa para a sujeira não chegar em nossa porta e deixa a cidade limpa. Se todos fizessem a sua parte não haveria sujeira na cidade, mas tem que varrer e pegar o monte de folhas senão não resolve nada”, enfatizou dona Luzia.

A dona de casa, Maria de Lurdes, ainda contou que com o fim da varrição nos bairros, cada morador é reponsável pela limpeza. “A gente pode varrer nossa rua com a vassoura que o Daep fornece e recolher as folhas para destinação adequada. Temos muitas folhas em nossa rua e a gente limpa todos os dias”, disse a moradora.

De acordo com a aposentada Maria de Mello, o material doado pelo Daep é uma das vantagens do projeto. “Temos muitas folhas em nossa rua e a nossa vassoura não aguentava tanta varrição. Então acho que o projeto é muito bom, pois podemos contribuir com a limpeza da nossa cidade com uma vassoura mais adequada”, finalizou a aposentada.

Os moradores interessados em participar do Projeto “Varrição Compartilhada” podem se inscrever gratuitamente na sede do Daep, localizada na avenida Adelino Peters, 217. É necessário apresentar RG, CPF e comprovante residência. O horário de atendimento é das 08h às 17h, de segunda a sexta-feira. 

Fonte: Secom – PMP