Prefeitura de Lins realizou cerimônia de premiação do 1º Concurso de Redação

Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Lins

Na tarde desta quinta-feira (04), a Prefeitura de Lins, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, CREAS e CRAS, promoveu a cerimônia de premiação do 1º Concurso de Redação. O mesmo é realizado pela Secretaria Municipal de Assistência Social em parceria com as Organizações Sociais.

Mais de 150 crianças e adolescentes participaram das atividades da semana temática e 63 participaram do concurso de redação. O mesmo foi dividido em duas categorias: 10 a 12 anos e 13 a 16 anos.

Com o tema: “Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes. Esquecer é Permitir, Lembrar é Combater”, o Concurso é um projeto destinado à comunidade e organizações sociais e visa mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos de crianças e adolescentes.

Foram premiados 1º, 2º e 3º lugares de ambas as categorias. Os vencedores receberam vale-compras de R$ 200, R$ 150 e R$100 reais, a serem utilizados em loja da cidade.

Os participantes eram educandos das instituições: CEMIC – Centro de Estudos do Menor e Integração da Comunidade -, Projeto Varanda – Viver com Arte -, Mirim, Casa da Criança e Fundação Gil Pimentel Moura e CEPT – Comunidade Educacional Para o Trabalho -.

A comissão organizadora avalia que a campanha bem como o concurso foi um sucesso e que o nível de qualidade dos textos foi excelente.

No município de Lins as denúncias de abuso sexual ou qualquer outro tipo de violação de direitos de crianças e adolescentes podem ser informados para o Conselho Tutelar, Polícia Civil, Disque 100 e 190 Polícia Militar.

As vítimas e suas famílias contam com atendimento especializado no CREAS e nos serviços de saúde mental – CAPS I -.

Campanha “Faça Bonito”

A campanha “Faça Bonito” é uma conquista que demarca a luta pelos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes e Combate ao Abuso e Exploração Sexual.

Anualmente, a campanha tem um dia Nacional de mobilização, comemorado no dia 18 de maio. Esse dia foi escolhido porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória/ES, um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”.

Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade que teve todos os seus direitos humanos violados: foi raptada, estuprada e morta por jovens da classe média alta daquela cidade. O crime, apesar de sua natureza hedionda até hoje está impune. A campanha nacional já alcançou muitos municípios do nosso país. 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Lins