Prefeitura de Buritama faz afirmações graves em entrevista

Google Earth

Em entrevista realizada no dia 03/01/2020, em decorrência de denúncias recebidas a respeito do não pagamento de funcionários da Educação, a assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal de Buritama, através do senhor Silvio Cesar dos Santos, fez declarações graves sobre a atuação da administração municipal.

Ao ser indagada sobre o não pagamento dos funcionários municipais da Educação, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Buritama informou que o pagamento não seria realizado para, em tese, burlar as limitações impostas pela legislação vigente.

Segue a transcrição da declaração:

(…) O fato é que o município irá fechar o ano tendo investido 29% com a educação, e para não incorrer, em ilegalidade e “estourar” ainda mais o orçamento com a educação planejou este pagamento para 2020.”

Ainda, a assessoria de imprensa alegou que um outro motivo seria uma suposta sentença judicial que teria reconhecido direitos trabalhistas de professores.

Estranhamente, o prefeito de Buritama Rodrigo Zacarias dos Santos afirmou em matéria publicada no site oficial no dia 18/12/2019, que:

“Rodrigo lembrou que, desde o início do mandato, os pagamentos dos servidores são feitos nas datas previstas no final do mês. Ele salientou que a segunda parcela do 13º salário foi paga no dia 13 de dezembro. “Nossa administração respeita o dinheiro público e sabe a importância que cada funcionário tem, por isso, valoriza todos os servidores”, concluiu.” 

Ao ser questionada a respeito dos valores do cachê pagos para o show do grupo Molejo, gastos com Rider Técnico, bem como o valor total gasto com o show, a assessoria de imprensa da prefeitura de Buritama simplesmente ignorou tais questionamentos.

A revolta dos servidores ouvidos pela nossa reportagem se deu pelo fato de que a Prefeitura de Buritama não realizou o pagamento na data esperada, apesar de gastar cerca de 200 mil reais com shows artísticos realizados somente no mês de dezembro.