Penápolis registra primeiro caso positivo de Covid-19

- Publicidade -

Na manhã desta sexta-feira (27), Penápolis registrou o primeiro caso positivo de Covid-19, doença causada pelo coronavírus.

Trata-se de um homem, de 53 anos, residente em Penápolis.

O paciente internou domingo na Santa Casa e na data de hoje foi transferido para UTI (Unidade de Terapia Intensiva) sendo entubado e dado continuidade ao tratamento de suporte.

O exame foi coletado em 23 de março, às 10h30, tendo o resultado disponibilizado nesta manhã pelo Instituto Adolfo Lutz que
testou positivo para SARS – Cov 2.

O estado de saúde do paciente permanece estável.

De acordo com informações repassadas por familiares do paciente, ele esteve em viajem em um cruzeiro.

Todas as pessoas que tiveram contato com o paciente permanecem em quarentena e recebendo todas as orientações da Secretaria Municipal de Saúde.

Boletim

A Secretaria Municipal de Saúde informa que até às 11h desta sexta-feira (27), foram notificados oficialmente 20 casos suspeitos de coronavírus.

Dezoito são de moradores de Penápolis, e os demais residentes em outros municípios.

Do total de notificados, um tem exame positivo (em internação hospitalar), cinco casos tiveram exame negativo e outros dois permanecem em internação hospitalar.

Os demais pacientes permanecem em quarentena.

Não foi registrado nenhum óbito.

Os registros deste Boletim seguem as Normas das Resoluções SS-28 e SS-31, ambas de março de 2020, da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo.

Outros dez casos suspeitos permanecem em monitoramento pela Secretaria Municipal de Saúde, mas não serão notificados oficialmente por conta da nova Resolução.

À medida em que novos fatos surgirem, outros comunicados oficiais serão expedidos pela Secretaria de Comunicação Social.

A Prefeitura reitera que a comunidade permaneça em suas residências, reduzindo ao máximo a circulação e a aglomeração de pessoas.

Todos os cuidados preventivos, como a lavagem periódica das mãos com água e sabão, são fundamentais para conter a proliferação do vírus.

Fonte: Secom-PMP

- Publicidade -