Penápolis realiza Campanha Hepatite Zero neste mês de agosto

Secom-PMP

A partir desta semana será realizada em Penápolis a Campanha Hepatite Zero, com o objetivo de diagnosticar e conscientizar a população sobre a Hepatite C. A Campanha acontecerá durante todo o mês de agosto e será realizada em parceria pela Secretaria Municipal de Saúde, SAE – Serviço Ambulatorial Especializado DST/HIV/Aids/Hepatite virais, Fundação Internacional Rotária e o Rotary Club de Penápolis.

Segundo explicou o secretário municipal de Saúde, Wilson Carlos Braz, a meta é realizar cerca de 5 mil testes na população penapolense de forma gratuita e sigilosa.

Os testes de Hepatite C estarão disponíveis em todas as unidades de saúde. Além disso, a Prefeitura está buscando parcerias com as grandes empresas da cidade, supermercados e igrejas para que também seja realizada a testagem nestes locais. 

“Vale ressaltar que a testagem não é obrigatória, porém, é importante o diagnóstico precoce da doença, pois existe tratamento e a Hepatite C tem cura”, explicou o secretário.

Testes

O exame é bastante simples, com diagnóstico rápido. O teste é feito com uma punção digital, ou seja, um pequeno furo no dedo. O resultado fica pronto em aproximadamente 15 minutos.

O secretário de Saúde informa que os casos positivos serão encaminhados para tratamento gratuito na rede pública, com uma equipe especializada de enfermeiros e médicos do SAE. “Vale lembrar que todo o processo de teste, diagnóstico e tratamento é feito de maneira individual e sigilosa”, ressaltou Wilson Braz.

Para o secretário, o objetivo da Campanha Hepatite Zero é salvar vidas. “Queremos testar o maior número de pessoas e assim, obter o diagnóstico precoce e a cura. No ano passado, fizemos cerca de 2.300 testes e esse ano, nossa meta é realizar 5 mil testes de Hepatite C”, comentou. 

Os testes não terão custo ao município, pois toda a quantidade será doada pela Fundação Internacional Rotária. Já a aplicação dos testes e o tratamento serão realizados pela Secretaria Municipal de Saúde.

Hepatite C

Por se tratar de uma doença silenciosa, com poucos sintomas, o diagnóstico precoce da hepatite amplia a eficácia do tratamento. Apesar de raro, as pessoas com Hepatite C podem apresentar cansaço, tontura, enjoo ou vômitos, febre, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.

A Hepatite C pode ser transmitida por transfusão de sangue; compartilhamento de material para uso de drogas, higiene pessoal (lâminas de barbear e depilar, escovas de dente, alicates de unha ou outros objetos que furam ou cortam) ou para confecção de tatuagem e colocação de piercings. Ainda pode ser transmitida pela mãe infectada para o filho durante a gravidez e pelo sexo sem camisinha com uma pessoa infectada (forma mais rara).

Fonte: Secom – PMP