Penápolis inicia elaboração do Protocolo de volta às aulas

Secom-PMP

A Secretaria Municipal de Educação deu início nesta semana aos trabalhos de elaboração do Protocolo de Volta às Aulas no contexto de pandemia da Covid-19. Na segunda-feira, 20, a equipe pedagógica da Secretaria de Educação esteve reunida com profissionais de diversos setores, entre eles, da Secretaria de Saúde, para discutir os procedimentos sanitários e pedagógicos que deverão ser adotados na volta gradual às aulas presencias prevista para setembro.

De acordo com o Governo Estadual, a data provável para o retorno das aulas presenciais será dia 08 de setembro, desde que o município esteja há 28 dias na fase 3 (amarela) do Plano São Paulo.

A secretária municipal de Educação, Neide Ferlin Assami, explica que por enquanto, o município de Penápolis acaba de sair da fase vermelha para ser incluído na fase 2 (laranja); e mesmo que não consiga atingir a fase amarela até a data prevista (a partir de 12 de agosto), é preciso que o município tenha um Protocolo de Volta às Aulas.

“Seja a nossa volta às aulas para o início de setembro ou depois, é fundamental que tenhamos um Protocolo Municipal pronto para quando nossas crianças voltarem às escolas”, ressaltou a secretária.

Providências

O Protocolo de volta às aulas deve estabelecer quatro diretrizes fundamentais: segurança dos profissionais e crianças; orientação e comunicação; organização dos tempos e espaços; garantia de direitos de aprendizagem. Para tanto, diversas ações devem ser realizadas pelo município para que possa ocorrer a volta às aulas.

“Antes do retorno às aulas presenciais, a Secretaria de Educação precisa tomar uma séria de providências, como por exemplo, efetuar compras de equipamentos e produtos específicos de limpeza e higienização, além de estabelecer novos protocolos de alimentação, transporte dos alunos, higiene e desinfecção dos espaços, treinamento dos profissionais da merenda e limpeza, entre outras ações”, comentou a secretária Neide Ferlin.

Ela acrescenta que além do protocolo sanitário, também será preciso elaborar um novo protocolo de organização pedagógica, já que provavelmente as aulas serão retomadas de forma híbrida (presencial e remota).

Diretrizes

Para a elaboração do Protocolo Municipal de Volta às Aulas, a Secretaria de Educação está se baseando nas diretrizes de relevantes documentos nacionais e estaduais, tais como: as orientações educacionais para a realização de aulas e atividades pedagógicas presenciais e não presenciais no contexto da pandemia, do Conselho Nacional de Educação; a minuta do Protocolo de Volta às Aulas do município de São Paulo; os protocolos sanitários para Educação do Governo do Estado de São Paulo e os subsídios para a elaboração de protocolo de retorno às aulas na perspectiva das redes municipais de educação, da Undime (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação).

Fonte: Secom – PMP