ON LINE: Central de Acolhimento já orientou 182 pessoas sobre os sintomas da covid-19

PREFEITURA DE BIRIGUI/Assessoria de Imprensa
- Publicidade -

A Central de Acolhimento covid-19 criada em Birigui já atendeu 182 pessoas. Já pelo WhastApp, foram 1.081 mensagens trocadas com orientações sobre a covid-19. A principal meta é evitar que as pessoas procurem uma unidade de saúde desnecessariamente, evitando aglomerações neste momento de pandemia da doença.

Criada pelo movimento Noroeste com vida, a Central de Acolhimento é uma das ações que visa fortalecer o sistema público de saúde da região. A Prefeitura de Birigui é parceira do movimento, assim como o Sinbi (Sindicato das Indústrias do Calçado e Vestuário de Birigui) e Acib (Associação Comercial e Industrial de Birigui).

“Na Central os profissionais fazem a triagem, a qualificação de risco e direcionam as pessoas para as UBSs ou para o pronto-socorro municipal”, explicou o Eliel Robson Lemes Ribeiro, presidente do comitê municipal dos 17 ODSs (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável).

Eliel é servidor da Secretaria de Saúde de Birigui e um dos integrantes do grupo que trabalha com a Central de Acolhimento. Os trabalhos recebem total atenção da equipe da secretária de Saúde de Birigui, Marian Nakad.

O movimento Noroeste com Vida também está arrecadando recursos financeiros para ajudar unidades de saúde dos 40 municípios da região.

Com as doações em dinheiro está sendo viável comprar materiais necessários para o enfrentamento da covid-19.

Os contatos por telefone da Central de Acolhimento são: (18) 99614-8482 e 3637-8090.

Os profissionais da saúde pedem para que as pessoas com sintomas gripais ou dúvidas sobre o coronavírus liguem antes de procurar uma unidade de saúde.

Fonte: PREFEITURA DE BIRIGUI/Assessoria de Imprensa

- Publicidade -