Movimento Noroeste com Vida doou 1.000 testes padrão ouro para diagnóstico da covid-19

PREFEITURA DE BIRIGUI/Assessoria de Imprensa

O movimento Noroeste com Vida, criado no início da pandemia da covid-19 para fortalecer o sistema público de saúde da região, doou para a Prefeitura de Birigui 1.000 testes RT-PCR para diagnóstico da covid-19.

Do Laboratório Fleury, o teste RT-PCR doado é considerado padrão ouro no diagnóstico da doença. Sua detecção é confirmada após amostra obtida de raspado de nasofaringe.

Segundo a Secretaria de Saúde de Birigui, os testes serão oferecidos aos pacientes que receberem atendimento no pronto-socorro municipal.

“Cada tubo para o teste conta com um código de barra de identificação, que será cadastrado no site oficial do Laboratório Fleury. O médico responsável pela solicitação do teste poderá acessar o resultado pela internet”, explicou Eliel Robson, servidor da Secretaria de Saúde de Birigui e um dos responsáveis pela Central de Acolhimento covid-19 no município.

Na foto acima, doação feita nesta terça-feira, dia 28 de julho, no setor administrativo do Pronto-Socorro de Birigui.

A Central também foi idealizada e colocada em prática pelo movimento Noroeste com Vida, com apoio da Prefeitura de Birigui, Sinbi, Acib e demais parceiros.

“Birigui está dentro de um programa de parceria público-privado. Por meio do Noroeste com Vida já instalamos a Centro de Acolhimento covid-19 e recebemos diversas doações de EPIs para o enfrentamento da doença”, explicou Eliel Robson.

De acordo com os parceiros envolvidos, os testes no pronto-socorro visam aumentar a testagem para a população, já que após consulta médica nas UBSs tem acesso ao teste no drive thur montado na UBS 1.

“O nosso objetivo é o diagnóstico rápido e o isolamento vertical, ou seja, o isolamento dos contactantes junto ao portador de covid-19. Desta forma estamos reduzindo a transmissão do vírus”, completou Eliel.

O prefeito de Birigui, Cristiano Salmeirão, agradeceu o apoio do movimento. “Em nome da administração, muito obrigado ao Noroeste com Vida e seus parceiros”, disse o chefe do Executivo.

PILOTO

Birigui é a cidade piloto da noroeste paulista que conta com uma Central de Acolhimento.

O acolhimento com classificação de risco é realizado por equipe da central, devidamente supervisionada por profissional técnico da saúde, que realizará a triagem e encaminhará o paciente à UBS (Unidade Básica de Saúde) de referência ou serviço de saúde equivalente para atendimento médico.

A pessoa pode ter a recomendação para ficar em casa, caso seja o mais pertinente, mas nesse caso terá também acompanhamento depois.

Também pode ser feito encaminhamentos pertinente à atenção especializada e, se necessário, a realização de testes para a Covid-19, de acordo ao critério médico. Dependendo dos resultados, o médico responsável realiza a conduta necessária.

O Departamento de Vigilância é acionado para acompanhamento do paciente, orientá-lo em intercorrências, e se necessário, auxilia na remoção novamente a uma unidade de saúde.

Os fones da Central são: (18) 3637-8090 ou 99614-8482.

Fonte: PREFEITURA DE BIRIGUI/Assessoria de Imprensa