Emefi Mário Sabino tem aulas de robótica no contraturno

Secom-PMP

Uma novidade está chamando a atenção dos alunos da Emefi Dr. Mário Sabino, localizada no bairro Tóquio. Desde o início da semana os alunos das duas salas de 4º ano daquela unidade estão contando com aulas de Robótica. O conteúdo faz parte de um projeto piloto lançado no último dia 08 pela Secretaria Municipal de Educação em parceria com a empresa penapolense Conceito Lab.

Segundo informou a secretária municipal de Educação, professora Neide Ferlin Assami, as atividades ocorrem no contraturno escolar, já que a unidade atende em período integral. A aula inaugural ocorreu nesta terça-feira.

Neide informou ainda que inicialmente as aulas ocorrerão nos meses de outubro, novembro e dezembro. Os alunos participantes receberam camisetas personalizadas do projeto, e trabalharão em duplas utilizando kits de robótica oferecidos pela empresa.

Ainda segundo a secretária, a robótica educacional não só facilita a compreensão de conteúdos curriculares, como desenvolve habilidades essenciais para o futuro dos alunos.

“Além de aplicar, na prática, algumas disciplinas teóricas estudadas em sala de aula, a robótica estimula as crianças a enfrentarem desafios e buscarem soluções para os problemas. É algo que favorece o trabalho em equipe, o planejamento, a pesquisa e a tomada de decisões”, comentou.

“Essa é a nossa primeira turma a ter aula de robótica. A intenção é implantar em todas as escolas municipais. Confesso que estou muito ansiosa para voltar à escola no final do ano e ver os robôs que os alunos vão construir”, destacou a secretária de Educação.

O vice-prefeito de Penápolis, Carlos Alberto Feltrin, participou da aula inaugural juntamente com a secretária Neide Assami e comentou sobre sua infância, quando ninguém pensava nessa possibilidade.

“Quando eu era criança, lembro que o mais próximo da robótica que chegávamos era construir carrinhos com carretel”, brincou Feltrin com os alunos.

“Mas estou satisfeito em ver as crianças terem aulas de robótica, afinal, é preciso acompanhar a modernidade, mas nunca perder a nossa essência”, concluiu Feltrin.

A aluna Nádila Natalia Lopes Miranda, do 4º ano B, afirmou que gostou muito da primeira aula. “Eu estou achando muito legal essa aula, não vejo a hora de aprender a construir um robô. Quero fazer um robô que saiba limpar a casa”, falou Nádila.

O aluno Rafael Alexandre Lopes, do 4º Ano B, também falou das suas expectativas quanto às aulas: “Eu gostei muito desses robôs, achei muito legal tudo o que eles fazem. Quero construir um robô igual a uma pessoa e que consiga voar”, contou Rafael.

Fonte: Secom – PMP