COVID-19: Comunidade se une e voluntários ajudam município a preparar hospital

Secom-PMP

Cooperação e boa vontade definem a atitude de um grupo de profissionais de Penápolis na preparação do Centro de Referência ao Covid-19. A estrutura, que está sendo montada no prédio do antigo Hospital Luiz Valente, atenderá exclusivamente pacientes com sintomas de coronavírus. Pensando em ajudar o poder público a agilizar os preparativos e colocar o serviço rapidamente em funcionamento, vários pintores se organizaram e desempenham inúmeros serviços voluntários no local há uma semana.

A iniciativa de montar o centro de referência ocorre em parceria entre a Santa Casa de Misericórdia, gerida pela AHBB (Associação Hospitalar Beneficente do Brasil), Prefeitura de Penápolis e Governo do Estado de São Paulo. Agora, o projeto ganhou um reforço de peso com a entrada de cidadãos preocupados com o bem estar da comunidade onde vivem.

A administração municipal chegou a enviar um projeto de lei para apreciação da Câmara de Vereadores, solicitando autorização para ceder a mão-de-obra na pintura do prédio, o que acabou não sendo necessário, tendo em vista que partiu da própria comunidade o desejo de ajudar.

Reconhecimento

Atualmente trabalham, sem nenhum ganho financeiro, 13 pintores, entre eles os munícipes Rildo de Oliveira, Anderson Lima, Diego Ítalo Francesquini, Reginaldo Faria, Wesley Gomes dos Santos, Wellington Gomes dos Santos, Breno Elias Moreli, Peterson Serrador, Tiago Barros, Luiz Paulo, Breno Cancelier, Henrique Moreli e Valdir Hipólito.

O prefeito de Penápolis, Célio de Oliveira, declarou ter ficado muito emocionado com a atitude dos profissionais.

“Apesar de o motivo ser triste, pois o mundo enfrenta uma pandemia que já interrompeu milhares de vidas, é maravilhoso presenciar atitudes tão nobres como essa”, comemorou Célio.

“Nossa população sempre foi e continua sendo extremamente solidária, colocando o amor à frente de tudo. Muito orgulho dessas pessoas que se doam sem absolutamente nada em troca. Ato voluntário, solidário e humano. Os penapolenses são realmente especiais”, afirmou o prefeito.

O vice-prefeito Carlos Alberto Feltrin, juntamente com o secretário municipal de saúde, Wilson Carlos Braz, esteve no prédio na tarde da última quinta-feira para acompanhar os trabalhos e aproveitou para conversar com os voluntários, que têm doado seus esforços na maioria das vezes até às 22h.

“É realmente de emocionar qualquer um. Nesse momento a gente vê quando Deus toca no coração das pessoas. Aqui nesse serviço ninguém está ganhando nada a não ser nossa gratidão e o reconhecimento de Deus”, disse Feltrin.

“Isso é caridade e amor ao próximo. Eles sabem que um dia eles próprios ou seus familiares poderão precisar de atendimento. Com a graça de Deus isso não acontecerá, mas se precisar, o hospital estará aqui pronto para servir gratuitamente qualquer cidadão”, destacou emocionado.

Depoimentos

O pintor Rildo de Oliveira comentou que a mobilização dos profissionais teve início através de um grupo de whatsapp, onde prestadores de serviço da área e empresários de lojas do ramo trocaram informações sobre o assunto.

“Rapidamente combinamos de ajudar e nos organizamos em turmas para adequar o horário disponível de cada um. Tem gente que trabalha durante o dia, e tem outros que só podem à noite. Assim, cada um ajuda como pode, com muito amor”, contou.

“Esse centro não vai servir só para mim se eu precisar, mas para toda nossa população. No que for possível ajudar, para melhorar Penápolis, estarei sempre à disposição. Acho que não é momento de ninguém pensar em outro assunto que não seja a saúde de toda população. Estou fazendo esse serviço feliz, com muito amor, assim como todos os meus colegas”, declarou.

Outro munícipe que faz parte do time de voluntários é Anderson Lima, que afirmou atuar com grande satisfação nesse projeto. “Eu fico muito contente por poder ajudar. E peço a todos aqueles que tiverem um tempinho para doar ao próximo, que venha se juntar a nós também. Mesmo que não seja pintor, mas que possa ajudar num serviço de limpeza, por exemplo. Aqui toda ajuda é bem-vinda”, convidou Anderson.

O chamado para novos voluntários foi feito também pelo pintor Diego Ítalo Francesquini.

“Eu tenho ficado aqui até tarde ajudando, às vezes até por volta das 22h ou 23h. É o tempo que eu tenho para colaborar e assim vou continuar fazendo até acabar. Eu convido outros companheiros a vir conosco também. Juntos a gente consegue finalizar o serviço rapidamente”, falou ele.

Por fim, o pintor Reginaldo Faria, também deu seu depoimento sobre a ação voluntária no local. “O que eu puder fazer para ajudar a combater essa pandemia eu vou fazer. No que depender de mim, dôo o meu esforço com muito prazer. Cada um fazendo a sua parte a gente consegue tudo. Qualquer um, do seu jeito, no seu tempo, pode fazer muito quando tem amor”, disse o voluntário Reginaldo.

A previsão é que toda a estrutura do Centro de Referência esteja pronto em pelo menos mais uma semana.

Custeio

No último dia 10 o Governo do Estado de São Paulo, através do vice-governador, Rodrigo Garcia, e do secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, confirmou que credenciará 10 leitos de UTI e outros 20 leitos de enfermaria. O Estado será o responsável pelo custeio operacional e de recursos humanos no local.

No processo de aquisição dos equipamentos para a UTI, a Prefeitura de Alto Alegre, através da prefeita Helena Berto, disponibilizou um respirador para ser utilizado no Centro da Covid-19, sendo que o mesmo já foi entregue esta semana.

A Prefeitura de Penápolis espera ainda o envolvimento das outras cidades da comarca, que serão beneficiadas com o funcionamento deste hospital.

Fonte: Secom – PMP