Concluído recape asfáltico em frente ao Terminal Rodoviário

Secom-PMP

A empresa Noromix Concreto S/A retomou ontem, 16, as obras de recapeamento asfáltico na avenida João Antônio de Castilho, no trecho localizado em frente ao Terminal Rodoviário de Penápolis. A citada avenida foi uma das primeiras a serem contempladas com o maior programa de recapeamento da cidade, porém o referido trecho não recebeu o recape anteriormente, devido a deformações na via.

Segundo explicou o secretário municipal de Obras e Serviços, o engenheiro Murilo do Valle, para efetuar o recape neste trecho em frente à rodoviária, foi preciso realizar as correções na via. “A Secretaria de Obras efetuou as correções necessárias e portanto, a empresa contratada retomou o serviço neste local, para que todo o trecho da avenida João Antônio de Castilho seja finalmente recapeado”, disse.

Após a conclusão do serviço na avenida João Antônio de Castilho, a empresa deu sequência ao recapeamento asfáltico na avenida Engracia Soares Fogaça, no trecho entre a Rua Camilo Alves Faria até a Rua Giácomo Paro. 

Essas obras fazem parte do maior programa de recapeamento asfáltico da cidade, que contemplará 75 ruas e avenidas de diversos bairros da cidade, em um investimento de mais de R$7 milhões. E empresa Noromix Concreto S/A, foi contratada através do processo de licitação pública, para realizar o recape das vias em CBUQ (concreto betuminoso usinado a quente), que garante maior durabilidade e qualidade.

Limpeza

Além das obras de recapeamento asfáltico efetuadas nessa região, o córrego Maria Chica também recebeu melhorias nas imediações do Terminal Rodoviário de Penápolis. Nesta quinta-feira, 16, os servidores do CIRL – Consórcio Intermunicipal Ribeirão Lajeado efetuaram os serviços de manutenção e limpeza das margens do córrego Maria Chica.

Foram efetuados serviços como poda de árvores, roçagem da grama e recolhimento dos resíduos. O Estatudo do CIRL prevê que é de sua responsabilidade garantir a manutenção e limpeza dos afluentes do Ribeirão Lajeado.

Fonte: Secom – PMP