Concluída primeira etapa das obras de revitalização da ferroviária

Secom-PMP

A empresa Villaggio Engenharia Ltda, vencedora da licitação pública realizada pela Prefeitura de Penápolis, já concluiu a primeira etapa do cronograma de obras do projeto de revitalização da antiga estação ferroviária do município. No local, que será transformado no “Centro de Integração da Cidadania”, estão sendo investidos cerca de R$ 1,1 milhão.

Nesta primeira etapa houve a remoção da cobertura do prédio principal, incluindo madeiramento, forro e telhas de barro. Também foi feita a demolição da cobertura da antiga plataforma de embarque, composta de telhas de fibrocimento, assim como a retirada de todos os detritos.

Ainda de acordo com o cronograma de trabalho, na atual fase, iniciada nesta quinta-feira, estão acontecendo as remoções de portas metálicas tipo guilhotina, caixilhos metálicos (vitrôs) e pisos, além da abertura de vãos (paredes de ligação).

Vale destacar que a retirada destes materiais do prédio ocorre em razão dos mesmos estarem completamente deteriorados.

Infelizmente não foi possível garantir a preservação das condições arquitetônicas do local no projeto, tendo em vista que, quando a prefeitura recebeu autorização da União para revitalizar a área, a mesma já tinha sido descaracterizada pelos usos anteriores.

Ao longo dos anos, enquanto o prédio ficou em poder da concessionária da linha férrea, não foram efetuadas manutenções necessárias à sua conservação, além de ocorrer a locação do espaço para funcionamento de uma empresa de material de construção. Houve ainda o agravante do vandalismo praticado enquanto a área esteve desocupada. Esses, exatamente, foram os motivos para que a Prefeitura de Penápolis reivindicasse a posse do local, com objetivo de reformá-lo e ocupá-lo com serviços relevantes à comunidade.

Terceira Fase

Na próxima fase das obras será instalada uma nova cobertura metálica, com telhas termoacústicas tipo sanduíche, piso cerâmico de alta resistência, caixilhos com vidro temperado, nova iluminação e novas instalações hidrossanitárias. A empresa tem o prazo de nove meses para concluir a obra.

Cerca de R$ 881,5 mil, do total investido na obra, são recursos provenientes do FID (Fundo Estadual de Defesa dos Interesses Difusos), vinculado à Secretaria Estadual da Justiça e da Defesa da Cidadania. Outros R$ 219,7 mil são de contrapartida da Prefeitura.

Durante todo o processo para a conquista da liberação de recursos do FID, a Prefeitura contou com o apoio do deputado estadual, Roque Barbieri. “Foi um longo processo burocrático, com diversas fases e sempre tivemos apoio irrestrito do deputado Roquinho Barbieri, a quem agradecemos imensamente por todo incentivo a este projeto que modificará a região central da cidade”, lembrou o prefeito Célio de Oliveira.

Ele afirmou que, com a reforma do prédio e a implantação do Centro de Cidadania, a cidade terá uma completa mudança naquela região. Devem funcionar naquela área o Procon (Órgão de Defesa do Consumidor), PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador), Posto Fiscal (Secretaria da Fazenda), Banco do Povo, Casa do Artesão e postos de atendimento ao contribuinte do Daep (Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Penápolis) e da Prefeitura.

A administração municipal ainda planeja para essa região uma obra complementar, com a ampliação e adequação da área da feira livre e da área onde estão instalados serviços de alimentação. 

Fonte: Secom – PMP