Acesso à Bonolat recebe infraestrutura para pavimentação

Secom-PMP

A Secretaria Municipal de Obras e Serviços iniciou os serviços para implantação de infraestrutura no prolongamento da Marginal Maria Rita de Aguirre Monteiro, às margens da Rodovia Sargento Arnaldo Covolan. A via será um acesso alternativo para a indústria de laticínios Bonolat, que será inaugurada em janeiro de 2020, interligando o bairro Jardim do Lago II e a empresa.

Inicialmente, a equipe da SEOS trabalha no preparo e compactação do solo. Segundo o secretário de Obras, o engenheiro Murilo do Valle, durante o preparo foi feita a limpeza e retirada de vegetais. “Este é a primeira fase para a construção de guias e sarjetas, base e a pavimentação asfáltica, além de iluminação pública”, explicou.

Os recursos investidos serão provenientes da venda da área, onde será implantado o laticínio, para a empresa Asperbras. Na via marginal com extensão de 918,65 metros serão implantados mais de 1.837 metros de guias e sarjetas. Para o asfaltamento, serão 19.290 metros quadrados de pavimentação. A previsão é que o trabalho seja finalizado até o início do funcionamento da empresa Bonolat.

“Assim que inaugurada a empresa de laticínios, haverá um fluxo intenso de veículos, tanto dos funcionários que atuarão na unidade, quanto dos fornecedores. A via marginal será uma rota alternativa, desafogando a Rodovia Arnaldo Covolan”, destacou o secretário.

Rede de galerias

Em 2018, o Daep (Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Penápolis) finalizou as obras de melhorias na rede de esgoto na zona de expansão industrial (ZEI 06) e a instalação de a rede de distribuição de água. Ao todo, foram 1.400 metros de redes de coleta de esgoto e 1.400 metros da rede de água, com tubulação de 150 mm de diâmetro.

Para a implantação das redes, os proprietários da região firmaram uma permuta com a Prefeitura de Penápolis em troca da infraestrutura adequada no prolongamento da via marginal. O Daep investiu R$ 72.875,00 na obra com recursos e mão de obra próprios, conforme autorização legislativa por meio da Lei Municipal 2235/2017. Além de atender a indústria de laticínios, a infraestrutura permitirá a construção de novos loteamentos e instalações de indústrias no local.

Fonte: Secom – PMP