A eleição dos candidatos inúteis, lives aleatórias e frases motivacionais

O período eleitoral de fato nem começou ainda, mas já podemos prever que talvez seja a eleição municipal mais bizarra até hoje.

As redes sociais já estão repletas de pretensos ocupantes a cargos eletivos, especialmente aqueles oferecidos pelo Legislativo, que demonstram sequer saber quais seriam suas reais funções caso conseguissem serem eleitos.

São em sua grande maioria pessoas que nunca se preocuparam em fiscalizar as irregularidades existentes no município, mas com a proximidade das eleições passaram a tentar aparecer de todas as formas, sonhando apenas com um ótimo salário para os padrões locais.

Nunca fizeram nada pela sociedade e somente agora com a possibilidade de ganhar dinheiro é que afirmam estarem preocupados com a cidade.

Inundam as redes sociais com lives de conteúdos extremamente aleatórios, como se isso os credenciasse a exercer algum cargo público, sendo que tal exposição é apenas para fazer campanha dentro das limitações impostas pela Justiça Eleitoral.

Não agregam em nada, apenas tentam aparecer e criar um personagem para vender uma imagem de competência.

Óbvio que ainda existem as lives dos “ativistas de Facebook”, que brandam a todos os lados sobre irregularidades e não fazem absolutamente nada de concreto para que os eventuais autores sejam responsabilizados com os rigores da Lei.

Não menos bizarro, ainda temos os candidatos “coach” que acreditam que frases motivacionais são a solução para os problemas da cidade e infestam as redes sociais com frases de terceiros associadas às suas imagens.

Apesar da Justiça Eleitoral permitir que os pretensos candidatos exaltem suas qualidades e possíveis projetos, a grande maioria dos pretensos ocupantes de cargos eletivos municipais demonstra quais são seus reais interesses.

Lamentável, mas é a nossa triste realidade.